Trump foi mais Trump que nunca

trump

Estou até agora chocada com a diferença entre o discurso de despedida de Obama ­– e também da Michelle – e da fala de Donald Trump essa semana. Não encontro palavras para descrever o que senti ao ouvir Obama lembrar que a tarefa de preservar as instituições democráticas deve ser permanente, enfatizando que delas vem a liberdade… e logo depois, escutar Trump atacar mais uma vez a imprensa “mentirosa” quando foi ele o responsável por espalhar a primeira mentira da campanha presidencial: a de que Obama não era americano.

Realmente, Obama não é como a maioria dos americanos, a que votou e elegeu Trump. É um estadista que declarou, em alto e bom som, que a Constituição americana é admirável, mas não passa de um pedaço de papel. Para ser respeitada, precisa da participação popular, defesa das liberdades e respeito às leis.

Em outras palavras, Obama indicou que teme pela democracia e pela falta de oportunidade para todos. O quase ex-presidente democrata atacou o preconceito contra minorias e imigrantes e criticou a radicalização do debate público. Avisou ali que a política é uma batalha de ideias, mas requer honestidade e respeito à verdade factual.

Trump, por sua vez, foi mais Trump que nunca na coletiva de imprensa. O republicano bateu boca com jornalista da CNN, acusou a emissora de o perseguir e não fazer direito o trabalho jornalístico ao divulgar o relatório de inteligência indicando que a Rússia teria materiais comprometedores. Irritado, mandou o jornalista da CNN se comportar. Ao fim do encontro, no estilo do seu antigo programa de TV, “O Aprendiz”, vociferou: “Você está despedido”, disse o presidente eleito ao jornalista, de dedo em riste.

Jesus, vamos viver muitas emoções durante quatro anos. Obama, talvez prevendo o futuro, já no finalzinho da sua fala histórica, ponderou: “A democracia pode sucumbir quando cedemos ao medo”. Tomara que não.

 


raquel dodge primeira mulher procuradora

:Uma mulher na Procuradoria-Geral

  O Brasil tem uma nova procuradora-geral da República: Raquel Elias Ferreira Dodge, de 56 anos, foi indicada para o cargo pelo presidente Michel Temer após ficar em segundo lugar na lista tríplice elaborada por procuradores de todo o país. (mais…)(mais...)

Rita Lee

:Casa dos Políticos, já!

A cantora e ativista Rita Lee teve uma daquelas ideias brilhantes, dignas do seu gênio criativo. (mais…)(mais...)

arianna

:O poder de Arianna Huffington

Esta semana, Travis Kalanick, CEO e fundador da Uber, deixou a empresa depois de períodos turbulentos para a companhia, entre denúncias de assédio sexual e a debandada de seus principais executivos. (mais…)(mais...)

anfibio

:Michel Temer

Vejam diálogo entre os personagens de meu livro “Todo Vícios”, páginas 67 e 68: (mais…)(mais...)

bode

:A Lei da Previdência e o bode na sala

Na terça-feira, o presidente Michel Temer admitiu, em alto e bom som, que iria mudar o projeto de lei da Previdência no Congresso. (mais…)(mais...)

IMG_7729

:Muita informação pode significar informação nenhuma

Muitos números circulam pela mídia brasileira, mas os que parecem mais corretos são de os 83 pedidos de inquérito encaminhados pela PGR ao Supremo Tribunal Federal e outros 211 que vão ser enviados a instâncias inferiores, que citam mais de 350 pessoas. (mais…)(mais...)