Um google só para moda

we wear vale

O calendário de exposições de moda mundo afora anda mais interessante que o de desfiles, mas é praticamente impossível acompanhar essa agenda presencialmente. Rei Kawakubo no Met, Dior no Arts Décoratifs de Paris, Guy Bourdin na galeria Carla Sozzani… Quem dera poder estar em todos os lugares ao-mesmo-tempo-agora.

Foi pensando nisso que o Google criou, dentro de sua plataforma Art Project, o sensacional We Wear Culture. Com a mesma proposta de digitalizar as obras de arte dos museus mais incríveis do mundo, a plataforma de moda já fez uma parceria com instituições como o próprio Costume Institute do Met, o Victoria & Albert Museum e o Kyoto Costume Institute para reunir um acervo inédito online.

we wear

Comandado por Kate Lauterbach (ex-Condé Nast e ex- J.Crew), o projeto trará fotos de peças de roupa e acessórios, apresentará exposições virtuais e deve servir como um banco de dados, imagens e histórias – de criadores e estudantes de moda. Uma tecnologia semelhante ao Google Street View oferece uma experiência imersiva por dentro das coleções e acervos de museus.

Em entrevista ao site Business of Fashion, Kate disse que pela primeira vez será possível pesquisar mais de  15.000 novos artefatos online com alta resolução. “E você pode pesquisar por época, por cor… imagine que você quer fazer um moodboard em um tom específico de vermelho. Você encontra todas as peças nesse matiz. Ou você quer ver chapéus do século 16… você pode selecionar o conteúdo de uma maneira que vai se tornar útil à indústria. E eu espero que gere conversas e conexões”, conclui.

Para acessa a plataforma, clique aqui.

 

Por Priscilla Portugal

 

 


artesaos da moda

:Compre direto dos artesãos da moda

Um produto artesanal bem acabado, desenvolvido em matérias-primas de qualidade, é um dos principais valores das marcas de luxo hoje. Mas como ter acesso a mestres artesãos que vivem a milhares de quilômetros da gente se não for se rendendo a Hermès, Chanel, Prada e cia.? É aí que entra a pro(mais...)

Mulher desfilando na rua, cena de street style

:A moda está uma bagunça

Nunca o street style ficou tão perto do que está nas passarelas, e eu não estou falando só do see-now-buy-now, não. É que os influencers estão tão próximos das marcas que acabam ganhando as roupas que vão aparecer nos desfiles antes mesmo das modelos que vão exibir a coleção. (mais&hell(mais...)

guy bourdin

:A moda surreal de Guy Bourdin

A Fondazione Sozzani, em Milão, apresenta até o dia 11 de outubro, a exposição “In Between”, do fotógrafo de moda francês Guy Bourdin, falecido em 1991. (mais…)(mais...)

we wear vale

:Um google só para moda

O calendário de exposições de moda mundo afora anda mais interessante que o de desfiles, mas é praticamente impossível acompanhar essa agenda presencialmente. Rei Kawakubo no Met, Dior no Arts Décoratifs de Paris, Guy Bourdin na galeria Carla Sozzani... Quem dera poder estar em todos os lugare(mais...)

vogue paris abre

:Plumas, pelos e pelúcias

Se ainda existia alguma dúvida sobre “a” tendência de outono-inverno 2017/2018 – que no hemisfério norte começa mês que vem – depois das edições de agosto e setembro das principais revistas de moda do mundo, ela não existe mais. Plumas, pelos e pelúcias estão nas capas das principa(mais...)

capa Pierre Cardin

:Os 70 anos de carreira de Pierre Cardin

“Pierre Cardin” (Assouline, 260 pág.) é um livro para colecionadores e apaixonados por moda. Trata-se de um retrato bem cuidado do designer que completa 70 anos de uma carreira prolífica, que foi das roupas à arquitetura, passando pela decoração e pelo próprio conceito de comunicação de(mais...)