O top 10 da Semana de Alta Costura

Giorgio Armani Prive

Aconteceu no começo desse mês o evento mais inspirador para a moda: a Semana de Alta Costura de Paris. Assim, com maiúsculas, mesmo. Afinal, trata-se de uma reunião de grifes talentosas que vai de Proenza Schouler a Dior, passando por Schiaparelli, Rodarte, Chanel e Maison Margiela. Todas apresentando sua linha mais exclusiva, limitada e de produção artesanal. Selecionamos o melhor do melhor para você:

Uma miríade de padronagens – grafismos, flores, listras e até animal print – foi a escolha da Azzedine Alaïa para se diferenciar em silhuetas que apostaram no comprimento mini e na cintura bem definida.

Azzedine Alaia Couture Fall 2017

Azzedine Alaïa

 

Pelos, plumas, flores tridimensionais, veludo, rendas. As texturas reinaram absolutas na coleção da Fendi.

Fendi Paris - Alta Costura - Inverno 2017 foto: FOTOSITE

Fendi

As bonecas gigantes de Viktor & Rolf exemplificaram a volumetria que a marca trabalhou magistralmente. Usando primordialmente um mesmo tecido – que lembra um neoprene – eles mostraram que a inovação ainda pode vir das formas.

Viktor Rolf  Paris - Alta Costura - Inverno 2017 foto: FOTOSITE

Viktor Rolf

As amarrações e a desconstrução – tão característica da marca – deram o tom no desfile da Maison Margiela. E a paleta neutra deixou esses elementos brilharem sozinhos.

Maison Margiela Paris Haute Couture Fall Winter 2017-2018 Paris July 2017

Maison Margiela

 

Os detalhes do desfile da Armani Privé mostram porque a marca italiana sempre esteve no topo: da meia-calça com furos simétricos frontais às luvinhas transparentes, passando pelos gorros, pelas bolsas, pelos apliqués das blusas e pelo fechamento dos casaquetos, signore Armani criou uma das coleções mais desejáveis dessa semana.

Giorgio Armani Prive Paris - Alta Costura - Inverno 2017 foto: FOTOSITE

Giorgio Armani Privé

As cores (e que cores!) escolhidas por Pierpaolo Piccioli para o desfile da Valentino ganharam nosso coração. Assim como as sobreposições, que trazem um ar superfresh para a Alta Costura e combinam com a vida da mulher atual, que emenda um compromisso no outro, como sabemos bem, né?

Valentino Paris - Alta Costura - Inverno 2017 foto: FOTOSITE

Valentino

Tudo combinando. A proposta da Chanel foi repetir matéria-prima, cor, padronagem, textura, tudo (!) em séparés e em vestido + chapéu ou vestido + casaco 7/8… prático, talvez? Pode ser, mas nem de longe o desfile mais interessante de Karl Lagerfeld.

Chanel Paris Haute Couture Fall Winter 2017-2018 Paris July 2017

Chanel 

 

Maria Graza Chiuri deixou o universo onírico de lado em uma coleção bem sóbria para a Dior. O colo foi o maior destaque: da manga diagonal de um ombro só ao cache-coeur, passando pelo tomara-que-caia e pelo decote império, ele brilhou. Chic, chic, chic!

Dior Paris - Alta Costura - Inverno 2017 foto: FOTOSITE

Dior

Por sua vez, Jean Paul Gaultier optou por levar todas as atenções para os ombros. Para isso, desconstruiu blazers, estruturou mantas, se inspirou no Japão, na Rússia e, mais diretamente, criou mesmo ombreiras para que não restassem dúvidas sobre qual é o poder da sua mulher neste inverno.

Jean Paul Gaultier Paris - Alta Costura - Inverno 2017 foto: FOTOSITE

Jean Paul Gaultier

 

Fazendo jus à sua fundadora, a coleção da Schiaparelli foi uma ode à arte e ao trabalho artesanal, nas aplicações, nos trompe-l’oeil que consagraram à italiana, no trabalho delicado e sofisticado da matéria-prima e nas composições de cores.

Schiaparelli Paris Haute Couture Fall Winter 2017-2018 Paris July 2017

Schiaparelli 

 

(por Priscilla Portugal)


artesaos da moda

:Compre direto dos artesãos da moda

Um produto artesanal bem acabado, desenvolvido em matérias-primas de qualidade, é um dos principais valores das marcas de luxo hoje. Mas como ter acesso a mestres artesãos que vivem a milhares de quilômetros da gente se não for se rendendo a Hermès, Chanel, Prada e cia.? É aí que entra a pro(mais...)

Mulher desfilando na rua, cena de street style

:A moda está uma bagunça

Nunca o street style ficou tão perto do que está nas passarelas, e eu não estou falando só do see-now-buy-now, não. É que os influencers estão tão próximos das marcas que acabam ganhando as roupas que vão aparecer nos desfiles antes mesmo das modelos que vão exibir a coleção. (mais&hell(mais...)

guy bourdin

:A moda surreal de Guy Bourdin

A Fondazione Sozzani, em Milão, apresenta até o dia 11 de outubro, a exposição “In Between”, do fotógrafo de moda francês Guy Bourdin, falecido em 1991. (mais…)(mais...)

we wear vale

:Um google só para moda

O calendário de exposições de moda mundo afora anda mais interessante que o de desfiles, mas é praticamente impossível acompanhar essa agenda presencialmente. Rei Kawakubo no Met, Dior no Arts Décoratifs de Paris, Guy Bourdin na galeria Carla Sozzani... Quem dera poder estar em todos os lugare(mais...)

vogue paris abre

:Plumas, pelos e pelúcias

Se ainda existia alguma dúvida sobre “a” tendência de outono-inverno 2017/2018 – que no hemisfério norte começa mês que vem – depois das edições de agosto e setembro das principais revistas de moda do mundo, ela não existe mais. Plumas, pelos e pelúcias estão nas capas das principa(mais...)

capa Pierre Cardin

:Os 70 anos de carreira de Pierre Cardin

“Pierre Cardin” (Assouline, 260 pág.) é um livro para colecionadores e apaixonados por moda. Trata-se de um retrato bem cuidado do designer que completa 70 anos de uma carreira prolífica, que foi das roupas à arquitetura, passando pela decoração e pelo próprio conceito de comunicação de(mais...)