Flashback – ou por que o Brasil não muda

3 gerações

“Mãe, o Brasil tem que parar de só produzir bens primários!  Devemos produzir bens manufaturados, que têm muito mais valor!”, exclamou minha filha de 14 anos durante o jantar.  É verdade, filhota, e tem sido verdade pelo menos desde que eu tinha a sua idade, e ouvi a mesma coisa do meu professor de Geografia na escola. Desde então, ou desde sempre, a história é essa.

Mas como aprender a transformar os bens primários em manufaturados? Como desenvolver indústria e inovação no país?  Ora, minha gente, investindo de verdade em educação e ciência…  Sim, educação efetiva, valorizada, que vá muito além de estatísticas de alunos formados, mas analfabetos funcionais.  E ciência levada a sério, com investimentos consistentes, vontade política para desburocratizar a vida dos pesquisadores, e a promoção de interações entre a academia e a iniciativa privada, para que juntos transformemos os novos conhecimentos em produtos para a sociedade.

Vocês devem estar pensando: “a professora descobriu a pólvora”… Pois é, nada de novo, mas foi chocante o flashback ao ouvir o mesmo discurso da boca da minha filha, e me dar conta de que depois de uma geração muito pouco mudou. E não vai mudar tão cedo com as atuais vacas magras – mais uma vez a corda estourou na ciência, mais fraca porque dá pouco voto no curto prazo, que virou fração de Ministério, fundida (ou fodida) com o da Comunicação, e teve seu orçamento cortado pela metade…  Deu até na revista Nature esta semana…

Mas vamos lá, seguir fazendo a nossa parte e batalhando para que os outros façam a deles – quem sabe um dia eu ouça algo diferente de uma neta.


IMG_2401

:Terapia, budismo e algumas lições

Às vésperas de fazer 80 anos, minha mãe me pediu de presente que fizéssemos uma “terapia” de mãe/filha. (mais…)(mais...)

lygia mulher

:O ciclo da vida feminina

Não percam hoje, na Folha. Tati Bernardi, grávida, descrevendo sua busca por um(a) ginecologista/obstetra, e as barbaridades que experimentou em seu périplo.  Ela me inspirou a contar a minha história de outra fase do ciclo reprodutivo feminino. Aí vai! (mais…)(mais...)

ansiedade

:Probióticos para depressão e ansiedade

Não é de hoje que os benefícios de probióticos – como kefir e kimchi – são divulgados aos quatro ventos. (mais…)(mais...)

livro A Primeira Chance

:A perversa loteria da vida

Semana passada em artigo na Folha de São Paulo, o médico Miguel Srougi falou da derrocada de nossa sociedade e a decorrente miséria e falta de oportunidades dos brasileiros. (mais…)(mais...)

azit

:Os benefícios do azeite extra virgem e do sashimi

Aí vai a dica do meu querido endocrinologista, o dr. Mauricio Hirata: não dispense na sua dieta o azeite extra virgem e o sashimi. Por quê? Eles são ricos em ômega 3 e antioxidantes. Ambos evitam o envelhecimento precoce da pele. E têm mais benefícios ainda. (mais…)(mais...)

embrião

:Mais perto do embrião humano transgênico

Estamos mais perto do embrião humano transgênico. É o que diz a Menina Lygia da Veiga Pereira, em um artigo publicado hoje com esse tema, aqui, no jornal O Globo. Confira abaixo: (mais…)(mais...)