Facebook rompe o trancaço na USP!

FB

Pois é, quarta-feira teve “trancaço” na USP…  Sindicatos mobilizaram alguns funcionários, docentes e alunos, que fizeram uma barreira no portão principal, impedindo a entrada até as 11:30 da manhã.  São contra a reforma da previdência, contra o teórico “desmanche da universidade”, provavelmente são contra o Temer. Até aí, direito de eles serem contra quem bem entenderem.  Mas não me deixar trabalhar? Tirar meu direito de ir e vir? E os experimentos que tínhamos em andamento? E a turma que finalmente ia instalar um novo equipamento? E o curso que eu ia começar naquela tarde? Danem-se todos?!

O experimento e a instalação de fato acabaram se danando, mas o curso… Os alunos me mandaram e-mail dizendo que respeitavam muito minhas aulas etc., mas que estavam aderindo à paralisação por serem contra a reforma da previdência (saco!).  E pediam para que repusesse a aula que seria perdida na semana que vem.

Ou seja, me puseram em xeque: o cronograma de aulas já é super apertado, e não tenho tempo para dar uma aula extra. Por outro lado, se não dou a aula, considero a matéria dada e sigo em frente com o curso, aí periga a turma já começar meio perdida na matéria (e implicada comigo).

Mas o xeque não foi mate!  Resolvi testar um tipo de aula inédita – pelo Facebook!  Sim, uso o Face para me comunicar com os alunos, tirar dúvidas e disponibilizar todo o material do curso, em grupo fechado. Convoquei os universitários para se conectarem no horário da aula e assistirem a minha aula virtual. Coloquei o PowerPoint da aula ali, fui postando o que eu iria falar em cada slide, e fazendo várias perguntas aos alunos. Eles entraram na dança e foram respondendo às questões, fazendo comentários, e de repente os próprios alunos começaram a responder as dúvidas dos colegas. Eu fiquei mediando aquilo tudo: curtindo, respondendo, concordando, discordando, desafiando, uma farra!

Foram três horas de interações intensas sobre genética humana pelo Facebook – uma das aulas mais animadas que já dei. Dos 50 alunos, quase 40 estavam presentes.  E, provavelmente por estarem em seu habitat natural, o meio virtual, participaram loucamente de tudo, uma delícia! Quarta que vem a aula deve ser presencial – vamos ver como eles se saem em carne e osso. Se bater aquela apatia/timidez/falta de interesse, tudo bem: eu volto para o Face!


6

:O impressionante Calendário Pirelli 2018

A gente adora acompanhar as mudanças que a imagem da mulher está passando nas campanhas publicitárias recentes. Antes tarde do que nunca! E a Pirelli foi uma das marcas de mais destaque nesse quesito. (mais…)(mais...)

abre

:Arte sobre o café derramado

A Menina Eliana Michaelichen já falou aqui sobre a latte art, ou seja, a arte de criar desenhos com a espuma do cappuccino. Mas hoje descobrimos outro trabalho feito com café que é de cair o queixo! (mais…)(mais...)

paricá 2

:Teçume: a marca must have da vez

Cris Barros, Giuliana Romanno e a nossa Menina Esther Giobbi já se encantaram e levaram para as coleções de suas marcas. Donata Meirelles e Daniela Falcão já foram vistas desfilando com as suas bolsas por aí. (mais…)(mais...)

lucianok_baixa

:Um charmoso hotel-butique em Santiago

  Apesar de ser uma das mais charmosas capitais da América do Sul, Santiago ainda não conta com uma oferta diversificada de hotéis-butique. Aqueles, pequenos e com personalidade, sabe? (mais…)(mais...)

No fim da exposição, a marca de papel lançou de um helicóptero pedaços de papel com a cor escolhida pelo público

:Marrs Green: a cor favorita do mundo

Muito se especula sobre gostos e preferências. Há de se concordar, no entanto, que existe um limite para esse tipo de discussão. (mais…)(mais...)

2

:O faz-de-conta é essencial

O faz-de-conta é essencial para o aprendizado e para estimular a criatividade e a imaginação dos pequenos. (mais…)(mais...)