Facebook rompe o trancaço na USP!

FB

Pois é, quarta-feira teve “trancaço” na USP…  Sindicatos mobilizaram alguns funcionários, docentes e alunos, que fizeram uma barreira no portão principal, impedindo a entrada até as 11:30 da manhã.  São contra a reforma da previdência, contra o teórico “desmanche da universidade”, provavelmente são contra o Temer. Até aí, direito de eles serem contra quem bem entenderem.  Mas não me deixar trabalhar? Tirar meu direito de ir e vir? E os experimentos que tínhamos em andamento? E a turma que finalmente ia instalar um novo equipamento? E o curso que eu ia começar naquela tarde? Danem-se todos?!

O experimento e a instalação de fato acabaram se danando, mas o curso… Os alunos me mandaram e-mail dizendo que respeitavam muito minhas aulas etc., mas que estavam aderindo à paralisação por serem contra a reforma da previdência (saco!).  E pediam para que repusesse a aula que seria perdida na semana que vem.

Ou seja, me puseram em xeque: o cronograma de aulas já é super apertado, e não tenho tempo para dar uma aula extra. Por outro lado, se não dou a aula, considero a matéria dada e sigo em frente com o curso, aí periga a turma já começar meio perdida na matéria (e implicada comigo).

Mas o xeque não foi mate!  Resolvi testar um tipo de aula inédita – pelo Facebook!  Sim, uso o Face para me comunicar com os alunos, tirar dúvidas e disponibilizar todo o material do curso, em grupo fechado. Convoquei os universitários para se conectarem no horário da aula e assistirem a minha aula virtual. Coloquei o PowerPoint da aula ali, fui postando o que eu iria falar em cada slide, e fazendo várias perguntas aos alunos. Eles entraram na dança e foram respondendo às questões, fazendo comentários, e de repente os próprios alunos começaram a responder as dúvidas dos colegas. Eu fiquei mediando aquilo tudo: curtindo, respondendo, concordando, discordando, desafiando, uma farra!

Foram três horas de interações intensas sobre genética humana pelo Facebook – uma das aulas mais animadas que já dei. Dos 50 alunos, quase 40 estavam presentes.  E, provavelmente por estarem em seu habitat natural, o meio virtual, participaram loucamente de tudo, uma delícia! Quarta que vem a aula deve ser presencial – vamos ver como eles se saem em carne e osso. Se bater aquela apatia/timidez/falta de interesse, tudo bem: eu volto para o Face!


livro Libraries by Candida Höfer

:As bibliotecas mais lindas do mundo

Quais são as bibliotecas mais lindas do mundo? Mesmo em tempos de iPad e do tal do touch, as bibliotecas continuam funcionando como verdadeiras fortalezas do conhecimento. Claro, fortalezas bem charmosas. (mais…)(mais...)

livro coquetel 4

:Consulte antes do próximo happy hour

À procura de uma inspiração para o próximo happy hour? O livro “Cocktail Chameleon” (Assouline, 240 pág.) tem uma miríade de opções. (mais…)(mais...)

piso e mesa de madeira de demolição

:Inspiração: madeira de demolição

Retirada de antigas construções e transformada em pisos, painéis e até móveis, a madeira de demolição é cheia de personalidade e transforma mesmo o mais básico dos ambientes em um lugar acolhedor. (mais…)(mais...)

amazonia

:A internacionalização da Amazônia

Essa merece ser lida, afinal não é todo dia que um brasileiro dá um esculacho educadíssimo nos americanos! (mais…)(mais...)

Cynthia Garcia vale (1)

:Mulheres de poder: Cynthia Garcia

Obras de arte por todas as paredes, caixas da Hermès, livros e mais livros... tudo em uma “desorganização organizada”. (mais…)(mais...)

Vale

:Lugares imperdíveis pelo vale do Douro

Passei esse mês na Europa. Na parte final da viagem, tive o prazer de ficar na parte portuguesa do vale do Douro, que fica ao norte do país. Embora nasça na Espanha, o Rio Douro tem sua maior parte em Portugal – uma região híbrida entre os dois países ibéricos que só visitando para entende(mais...)