Kanarie Club: um século de multiuso

KANARIECLUB_CROP_2

Uma das coisas que mais me chama atenção na Europa é a praticidade que eles têm para se apropriar do espaço público e, consequentemente, ressignificar o uso desses lugares. Percebo que aqui no Brasil muito se discute sobre a ocupação dos (raros) espaços públicos, no entanto, fica a questão: ainda que ocupados, esses espaços estão de fato sendo apropriados?

Recentemente descobri o Kanarie Club, em Amsterdã. A descoberta se fez por meio do escritório Studio Modijefsky, que por acaso assina o projeto de design do bar/restaurante que funciona ali. Mas antes já foi um monte de coisa…

KANARIECLUB_CROP_3

A construção é de 1902. Quando foi concluída, acertou-se que ali seria uma estação de trem. E assim foi até1996, quando aproveitaram o espaço para fundar o Museu de Transporte Público. Em 2005, o espaço foi ocupado por moradores da região para criar uma piscina pública abastecida com água da chuva.

Hoje, com uma parceria público-privada, criou-se o Kanarie Club: um lugar que serve como uma estação de trabalho, já que abre às 8h30, mas também é espaço para almoço, jantar e – por que não? – um drinque no pós-expediente. E fica aberto até a madrugada.

KANARIECLUB_CROP_11

O projeto de design se destaca pelas referências à história do local. Os próprios trilhos dos antigos trens permanecem lá. Com um pé direito alto e o espaço amplo, parece que a sensação é de estar em um terminal de transporte público mesmo. A iluminação e a identidade visual do espaço também ajudam. Mas o grande destaque é o bar que eles construíram dentro da antiga piscina… é ou não é se apropriar do espaço?

Os setores públicos e privados de cidades como São Paulo têm que se inspirar em iniciativas como essa. Não tem como dar errado. Pelo contrário! Se der certo, todos acabam ganhando e a cidade se torna mais convidativa.

KANARIECLUB_CROP_23


6

:O impressionante Calendário Pirelli 2018

A gente adora acompanhar as mudanças que a imagem da mulher está passando nas campanhas publicitárias recentes. Antes tarde do que nunca! E a Pirelli foi uma das marcas de mais destaque nesse quesito. (mais…)(mais...)

abre

:Arte sobre o café derramado

A Menina Eliana Michaelichen já falou aqui sobre a latte art, ou seja, a arte de criar desenhos com a espuma do cappuccino. Mas hoje descobrimos outro trabalho feito com café que é de cair o queixo! (mais…)(mais...)

paricá 2

:Teçume: a marca must have da vez

Cris Barros, Giuliana Romanno e a nossa Menina Esther Giobbi já se encantaram e levaram para as coleções de suas marcas. Donata Meirelles e Daniela Falcão já foram vistas desfilando com as suas bolsas por aí. (mais…)(mais...)

lucianok_baixa

:Um charmoso hotel-butique em Santiago

  Apesar de ser uma das mais charmosas capitais da América do Sul, Santiago ainda não conta com uma oferta diversificada de hotéis-butique. Aqueles, pequenos e com personalidade, sabe? (mais…)(mais...)

No fim da exposição, a marca de papel lançou de um helicóptero pedaços de papel com a cor escolhida pelo público

:Marrs Green: a cor favorita do mundo

Muito se especula sobre gostos e preferências. Há de se concordar, no entanto, que existe um limite para esse tipo de discussão. (mais…)(mais...)

2

:O faz-de-conta é essencial

O faz-de-conta é essencial para o aprendizado e para estimular a criatividade e a imaginação dos pequenos. (mais…)(mais...)